TaVive III 2008






No fim-de-semana de 03 e 04 de Maio do corrente ano, decorreu o III.º Encontro “TaVive”, na localidade de Caceira. Actividade na forma de acampamento, entre os Agrupamentos 1215 – Tavarede e Agrupamento em Formação de Vila Verde, do CNE – Escutismo Católico Português.
A actividade foi organizada pelo Grupo Explorador dos dois Agrupamentos, cuja finalidade foi comemorar o primeiro contacto entre ambos, que ocorreu no mesmo local e na mesma data no ano de 2006.
A actividade iniciou – se pelas 15H00 de Sábado com chegada ao local e montagem de campo, os Exploradores (Secção que compreende jovens entre os 10 e 14 anos), tiveram que montar as respectivas tendas, construir um pórtico, construir um altar e proceder a construção de latrinas. Como não podia deixar de ser houve ainda a cerimónia do hastear do estandarte nacional, ao som do Hino nacional “O escuta é filho de Portugal e bom cidadão”, 2.º Principio do Escutismo. Pelas 20H00 foi a hora dos pais se juntarem à comitiva escutista para um jantar partilhado “O dever do escuta começa em casa “, 3.º Principio do Escutismo. Depois das energias repostas foi hora do alimento espiritual e às 21H30 procedeu – se à Missa campal, presidida pelo Assistente dos dois Agrupamentos, o Sr. Padre Matos “O escuta orgulha – se da sua Fé e por ela orienta toda a sua vida, 1.º Principio do Escutismo. Com o decorrer da noite e antes do merecido descanso era essencial que o já aguardado jogo nocturno se realiza – se, actividade escutista sempre muito desejada pelos escuteiros.
No Domingo pelas 08H00 foi hora da alvorada, e horas do pequeno-almoço. De seguida iniciou – se uma manhã bastante agitada com muita diversão entre pais e filhos e após uma ligeira formação sobre orientação (coordenadas UTM), os encarregados de educação e os educandos foram colocados em confronto num raide de 6 quilómetros, com dez estações e um enigma por resolver ao longo de todo o percurso. Após as duas equipas de Pioneiros (escuteiros entre os 14 e 18 anos), nove Patrulhas de Exploradores, um bando de Lobitos (escuteiros entre os 6 e 10 anos) e cinco Patrulhas de pais terminarem o raide compreendido entre a Salmanha e Vale Murta, chegou a hora de carregar baterias com um belo grelhado à escuteiro.
Pelas 15H00 procedeu – se ao encerramento da actividade com o arrear do estandarte Nacional ao som do Hino Nacional.
Em jeito de avaliação final podemos concluir, equipa de animação, escuteiros e encarregados de educação que apesar da forte praga de mosquitos e melgas com que fomos brindados durante os dois dias de acampamento, se viveu algo de extraordinário, onde todos demonstraram que afinal os verdadeiros valores da família ainda estão bem enraizados e que a vida é um bem precioso que não pode nem deve ser desperdiçado. Certamente todos concordam que as picadelas de melgas e mosquitos desapareceram nos dias seguintes, mas que as recordações deste convívio se irão manter nas nossas mentes durante longos anos.

Atenciosamente com votos de uma boa caça e o nosso Bem Hajam.

Publicado em 04/05/2008, em Notícias. Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: